Brasileiro vai usar 13° salário para quitar dívidas

Cotações e Índices

Moedas - 22/03/2019 13:21:04
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,888
  • 3,889
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,030
  • Turismo
  • 3,730
  • 4,040
  • Euro
  • 4,391
  • 4,393
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,915
  • 3,914
  • Libra
  • 5,136
  • 5,137
  • Ouro
  • 159,000
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Uma pesquisa realizada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostra que boa parte dos brasileiros vai usar a segunda parcela do 13° salário para quitar dívidas. Segundo o levantamento, 33,3% dos entrevistados alegaram ser essa a destinação desse recurso extra de fim de ano.

Esse percentual é significativamente maior do que o observado em anos anteriores. Em 2014, por exemplo, 21,4% dos brasileiros afirmaram que reservariam o recurso para saldar dívidas. Em 2013, eram 21,7%. 

Em contrapartida, diminuiu o percentual daqueles que pretendem comprar presentes com o 13° salário. Apenas 14,6% dos entrevistados revelaram essa intenção. Em 2014, o percentual era maior, 21,4%, e em 2013, 30,4%.

Somando os brasileiros que neste ano decidiram usar esse dinheiro extra para quitar dívidas (33,3%), com aqueles que disseram que pouparão o recurso, que são 27,1% dos entrevistados, é possível concluir que 60,4% dos brasileiros estão cautelosos quanto ao uso da segunda parcela do 13° salário.

Segundo a ACSP, esse é o maior percentual de consumidores cautelosos desde 2009, quando a entidade iniciou o levantamento. Em 2014, essa parcela foi de 50%. 
“Isso demonstra um crescimento na desconfiança do brasileiro em relação ao atual momento econômico do país. Os resultados também indicam, como já era esperado, que o Natal em 2015 será bastante modesto”, comenta Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). 

A pesquisa foi realizada em todo Brasil entre os dias 14 e 28 de novembro.

MENOS VIAGENS, MAIS ROUPAS
A intenção do brasileiro de viajar com a segunda parcela do 13º salário também caiu. No ano passado, 9,5% dos entrevistados disseram que usariam o dinheiro para essa finalidade. Em 2015 são 6,3%. 

Por outro lado, neste ano mais gente vai comprar roupa nova para as festas de fim de ano: 2,1% dos entrevistados apontaram essa opção – no ano passado essa parcela nem apareceu no resultado do levantamento.

Há ainda 14,6% dos brasileiros que não sabem como vão gastar esse dinheiro. No ano passado, os indecisos somaram 16,7%. 

DESTINAÇÃO DA SEGUNDA PARCELA DO 13º SALÁRIO


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53378
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão