Você sabe o que é growth hacking?

Cotações e Índices

Moedas - 26/03/2019 16:37:29
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,867
  • 3,868
  • Paralelo
  • 3,850
  • 4,040
  • Turismo
  • 3,710
  • 4,020
  • Euro
  • 4,361
  • 4,362
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,892
  • 3,892
  • Libra
  • 5,109
  • 5,112
  • Ouro
  • 163,280
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 29/Março/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2018
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração mensal
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração trimestral
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal
  • PAEX 1 | Parcelamento Excepcional
  • PAEX 2 | Parcelamento Excepcional
  • Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • INSS | Previdência Social | Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut || Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB)
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF)
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc)
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA)
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Inicialmente cunhado pelo gestor de marketing Sean Ellis, um dos responsáveis pelo sucesso do Dropbox, a expressão "growth hacking" surgiu em 2010 e até hoje é pouco conhecida e discutida no Brasil. Lá fora, porém, integra o conjunto de ferramentas responsáveis pelo sucesso de diversas startups e empresas que cresceram sem o típico apoio do marketing tradicional, como PayPal, Airbnb e Uber.

Trata-se de um conjunto de práticas adotadas por profissionais de empresas digitais que visam o crescimento acelerado de seus negócios, através da elaboração de produtos e serviços desenvolvidos sob acompanhamento frequente — desde a ideia ao feedback do cliente.

Isso é demonstrado através do significado de seu nome. A palavra "growth" significa "crescimento" e o popular "hackear" nada mais é que o trabalho de um profissional que possui grande conhecimento na elaboração, construção, programação e manutenção de sistemas. Neste caso específico, o "hacker" domina mais a área de desenvolvimento e vendas de um produto ou serviço, fazendo com que sua utilização pelo público seja feita de forma agradável, precisa, crescente e lucrativa.

Para tanto, profissionais de growth hacking devem ser disciplinados, analíticos, criativos e ir além das já conhecidas estratégias de marketing. Na prática, ele é responsável por idealizar, desenvolver, divulgar e, se preciso, corrigir funções do produto ou plataforma, conforme a necessidade de mercado, fazendo uma ligação entre o produto (ou serviço) da empresa e o seu público-alvo.

Essa multifuncionalidade é, inclusive, a principal diferença entre o growth hacking e o marketing tradicional, já que o GH passa por diversos setores, inclusive o financeiro e o RH da empresa. Ou seja, de forma grosseira, podemos afirmar que o growth hacker é um meio termo entre o profissional de desenvolvimento de produto e o de marketing, uma vez que ele também faz uso de ferramentas típicas do marketing tradicional, como aquisições pagas (content marketing), e-mail marketing, otimização em sites de buscas e estratégias pagas (links patrocinados, Facebook Ads, anúncios em emissoras de TV, rádio, etc.).

Fonte: administradores.com.br


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53437
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão