Após 31 dias, bancários encerram greve na região de Piracicaba

Cotações e Índices

Moedas - 22/03/2019 13:21:04
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,888
  • 3,889
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,030
  • Turismo
  • 3,730
  • 4,040
  • Euro
  • 4,391
  • 4,393
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,915
  • 3,914
  • Libra
  • 5,136
  • 5,137
  • Ouro
  • 159,000
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Após 31 dias, a greve dos bancários se encerrou nesta quinta-feira (6) em Piracicaba e região. Em assembleia realizada durante à tarde, a categoria resolveu aceitar a proposta feita pela Federação Nacional do 

Bancos (Fenaban) de 8% no aumento salarial, pagamento de abono de R$ 3,5 mil, reajuste do vale-alimentação de 15% e aumento de 10% nos vale-refeição e auxílio-creche. Com a decisão, as agências bancárias abrirão normalmente nesta sexta-feira (7).

Os bancários reivindicavam reposição da inflação do período e 5% de aumento real, valorização do piso salarial -- no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho) -- PLR de três salários mais R$ 8.317,90, além de outras reivindicações, como melhores condições de trabalho.

Paralisação

A mais longa greve da categoria desde 2004 provocou o fechamento de 80% das agências bancárias na região de Piracicaba (SP). Com poucas agências abertas, a população teve que enfrentar filas. 

A aposentada Orchídea Cheregato de Souza, de 77 anos, foi uma das que sentiram as consequências da greve."É um absurdo. Nunca precisei enfrentar uma fila tão longa", disse a aposentada  sobre a espera na porta do Banco Mercantil, em Piracicaba (SP) para receber o benefício. A idosa tem uma prótese na perna e segundo ela, faz 18 anos que é atendida na mesma agência, no centro de Piracicaba (SP), onde cerca de 30 pessoas aguardam ao lado de fora da unidade.Na manhã desta terça-feira uma fila com cerca de dez idosos aguardava atendimento e ajuda no caixa eletrônico para saque da aposentadoria.

Segundo o Sindicato dos Bancários (SindBan) de Piracicaba, a greve não atrapalhava o recebimento de benefícios como aposentadoria porque há canais alternativos para a realização do saque, como os caixas eletrônicos. A entidade diz que há profissionais para auxiliar no atendimento aos aposentados.

Fonte: g1.globo.com
 


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53316
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão