Bancos seguem Selic e baixam juros para empresa e pessoa física

Cotações e Índices

Moedas - 21/05/2019 17:17:06
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,047
  • 4,048
  • Paralelo
  • 4,020
  • 4,240
  • Turismo
  • 3,880
  • 4,210
  • Euro
  • 4,512
  • 4,514
  • Iene
  • 0,037
  • 0,037
  • Franco
  • 4,003
  • 4,002
  • Libra
  • 5,134
  • 5,136
  • Ouro
  • 166,540
  •  
Mensal - 06/05/2019
  • Índices
  • Fev
  • Mar
  • Inpc/Ibge
  • 0,54
  • 0,77
  • Ipc/Fipe
  • 0,54
  • 0,51
  • Ipc/Fgv
  • 0,35
  • 0,65
  • Igp-m/Fgv
  • 0,88
  • 1,26
  • Igp-di/Fgv
  • 1,25
  • 1,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 22/Maio/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Os grandes bancos anunciaram, imediatamente após a divulgação da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), repasse integral do corte de 1 ponto porcentual na taxa básica, a Selic, que passou de 11,25% para 10,25% ao ano, para os juros cobrados em linhas de crédito para pessoa física e empresas. 

Trata-se da quarta redução consecutiva que essas instituições promovem, em linha com a política monetária do Banco Central de corte dos juros.

No Banco do Brasil, a redução impacta positivamente o segmento de pequenas e médias empresas, com corte de juros no cheque especial, capital de giro e recebíveis. 

Já na pessoa física, o destaque é a diminuição das taxas na linha de parcelamento do cartão de crédito, cujo juro mínimo passa de 1,91% ao mês para 1,83% ao mês. As taxas valem a partir desta quinta-feira, 1/06.

O Bradesco também vai disponibilizar as novas taxas nesta quinta. Com isso, a taxa mínima de Cheque Especial cairá de 9,57% para 9,49% ao mês. Já a taxa mínima de juros de Crédito Pessoal será reduzida de 1,75% para 1,67% ao mês. 

Para as empresas, além do repasse integral da queda da Selic nas carteiras de desconto, as linhas de conta garantida, capital de giro e cheque especial também serão reduzidas, de acordo com o Bradesco.

"A queda da taxa básica de juros, resultado da baixa consistente da inflação e da maior confiança gerada pelas reformas, permite que continuemos a reduzir a taxa de juros para nossos clientes", destaca Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco, em nota à imprensa.

A instituição cortará os juros nas taxas do empréstimo pessoal, cheque especial, parcelamento de cheque especial e financiamento de veículos no caso do crédito a indivíduos. 

Para as micro e pequenas empresas, o repasse será para as taxas do capital de giro. No Itaú, as novas taxas passam a valer a partir do dia 7 de junho.

Fonte: dcomercio.com.br


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 55483
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão