Brasil abre 34,2 mil vagas formais de trabalho em maio

Cotações e Índices

Moedas - 22/03/2019 13:21:04
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,888
  • 3,889
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,030
  • Turismo
  • 3,730
  • 4,040
  • Euro
  • 4,391
  • 4,393
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,915
  • 3,914
  • Libra
  • 5,136
  • 5,137
  • Ouro
  • 159,000
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Esse foi o segundo mês seguido de criação de postos de emprego com carteira assinada. Também foi o primeiro mês de maio com abertura de vagas desde 2014.

A economia brasileira continuou registrando abertura de empregos com carteira assinada em maio deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (21) pelo Ministério do Trabalho.
No último mês, a criação de vagas formais superou as demissões 34.253 em postos. Esse foi o segundo mês seguido de abertura de empregos na economia brasileira e, também, o primeiro mês de maio com contratações desde 2014, ou seja, em três anos.
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, avaliou que, aos poucos, o Brasil vem recuperando os empregos fechados nos últimos anos devido às crises econômica e política.
"O governo federal tem feito um esforço grande e constante para adotar medidas que incentivem a geração de empregos. E o resultado nós temos visto no desempenho do Caged desde o ano passado, mas, sobretudo, nos últimos meses", declarou.
Segundo ele, não dá para garantir, porém, que o país voltará a gerar empregos formais em todos os meses restantes de 2017. "Estamos nos esforçando e acreditando que é uma tendência. O governo vê com bons olhos a redução do desemprego", acrescentou.

Acumulado do ano também positivo
Os dados do governo mostram que, no acumulado de janeiro a maio, também houve abertura de vagas formais. Neste período, foram criadas 48.543 vagas com carteira assinada no país.
Segundo o Ministério do Trqabaslho, esse foi o melhor resultado para este período desde 2014 - quando 543 mil vagas formais foram abertas.

fonte: G1.globo


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53324
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão