Uma a cada três operações bancárias é feita pelo celular no Brasil, diz Febraban

Cotações e Índices

Moedas - 25/03/2019 16:48:29
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,858
  • 3,859
  • Paralelo
  • 3,850
  • 4,060
  • Turismo
  • 3,700
  • 4,010
  • Euro
  • 4,363
  • 4,366
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,888
  • 3,888
  • Libra
  • 5,089
  • 5,091
  • Ouro
  • 162,210
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Uma a cada três transações bancárias passou a ser feita pelo celular no Brasil em 2017, apontou uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (3) pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). A maioria dessas interações dos clientes com o aplicativo, no entanto, era para consultar saldo, já que as operações que envolviam movimentação financeira cresceram mas ainda representam 7% do total.

O mobile banking, o canal dos bancos oferecido por meio de aplicativos para celular e tablets, se tornou responsável por 35% das 71,8 bilhões de transações feitas no ano passado.

Em 2016, os aplicativos se tornaram o principal meio de contatos das instituições financeiras com seus clientes. Na edição deste ano do relatório, a Febraban revisou os números e reduziu a vantagem do mobile banking sobre os demais canais no ano retrasado – era de 34% e foi corrigido para 27%.

As transações feitas pelo internet banking subiram 2%, para 15,8 bilhões, em 2017. Somados, Os dois canais foram os únicos que passaram a fazer mais operações de um ano para outro e, somados, respondem por 58% de todas as interações de clientes.

Movimentação financeira
Apesar de serem os mais buscados por clientes, os aplicativos e sites dos bancos são deixados de lado quando o objetivo é fazer transações que envolvam movimentação de dinheiro. Respondem apenas por 21% desse tipo de operação.

Nesse quesito, o internet banking é mais relevante do que o mobile banking, já que 22,7% de suas operações envolviam algum tipo de movimentação financeira. Nos aplicativos, esse item respondeu por apenas 7%.

Enquanto isso, as operações envolvendo dinheiro responderam por:

100% nos pontos de venda no comércio;
92% nos correspondentes no país;
51% nas agências bancárias;
44% nos caixas eletrônicos.
A operação mais realizada no celular pelos clientes de bancos é a consulta de saldo, que respondeu por 73,4% do total, seguida pelo pagamento de contas, que correspondeu a 34,7% do total.

Apesar de ficar atrás de caixas eletrônicos e agências bancárias quando o assunto é transação financeiro, os aplicativos e sites dos bancos lideram em algumas categorias específicas desse tipo de operação, como pagamento de contas e transferências.

A pesquisa da Febraban foi feita em parceria com a Deloitte e contou com a participação de 24 bancos, que representam 91% dessa indústria no Brasil.

Fonte: G1 Globo | 03/05/2018


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53400
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão