Lucro dos maiores bancos do Brasil cresce 17% no 2º tri e soma R$ 16,8 bilhões

Cotações e Índices

Moedas - 21/03/2019 14:15:01
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,825
  • 3,827
  • Paralelo
  • 3,740
  • 3,930
  • Turismo
  • 3,810
  • 4,040
  • Euro
  • 4,340
  • 4,343
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,847
  • 3,849
  • Libra
  • 4,993
  • 4,996
  • Ouro
  • 160,000
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O lucro líquido dos 4 maiores bancos do Brasil com ações na bolsa cresceu 17% no 2º trimestre, na comparação com a mesma etapa do ano passado, e somou R$ 16,88 bilhões. Segundo dados da Economatica, trata-se do maior lucro consolidado nominal (sem considerar a inflação) desde o 2º trimestre de 2015.

Na comparação com o 1º trimestre, a soma dos lucros do Itaú, Banco do Brasil, Bradesco e Santander teve alta de 3,5% no 2º trimestre.

O lucro consolidado de R$ 16,388 bilhões é também o segundo maior em termos nominais da série histórica da base de dados da Economatica, iniciada em 2006, atrás apenas do ganho de R$ 17,34 bilhões do 2º trimestre de 2015.

Segundo os balanços divulgados pelos bancos, o aumento dos ganhos foi impulsionado pelo crescimento das receitas com tarifas, menores despesas com provisões para calotes, menor custo do crédito e maior controle de custos.

Itaú lidera ganhos
O maior lucro do 2º trimestre entre os bancos foi o do Itaú, com R$ 6,244 bilhões, resultado 3,8% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

O Bradesco teve lucro líquido de R$ 4,528 bilhões, alta de 15,77% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O Banco do Brasil reportou lucro líquido de R$ 3,135 bilhões, resultado 19,7% maior na comparação anual.

Já o Santander teve lucro líquido de R$ 2,97 bilhões, um crescimento 58% na comparação com o 2º trimestre do ano passado.

O setor com maior número de representantes entre os 20 maiores lucros é o de bancos com cinco empresas, seguido pelos setores de alimentos e bebidas e pelo setor de papel e celulose com duas empresas cada setor.

Historicamente, o setor bancário é o que registra os maiores ganhos entre as empresas de capital aberto. No 1º trimestre, entre 20 maiores lucros, 5 foram de instituições financeiras.

Fonte: G1 Globo | 09/08/2018


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 53286
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão