Tivit sofre vazamento de dados

Cotações e Índices

Moedas - 06/04/2020 15:55:14
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,350
  • 5,351
  • Paralelo
  • 4,530
  • 5,300
  • Turismo
  • 5,290
  • 5,610
  • Euro
  • 5,782
  • 5,786
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,474
  • 5,477
  • Libra
  • 6,588
  • 6,592
  • Ouro
  • 275,270
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 09/Abril/2020 – 5ª Feira.
  • ICMS | Substituição tributária.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Empresa afirma ter identificado origem do ocorrido e que equipe de segurança da informação está conduzindo uma investigação detalhada

A multinacional brasileira Tivit sofreu um vazamento de dados. A primeira informação a respeito do caso foi publicada pelo portal do laboratório DefCon Lab, que informou que seu sistema de monitoramento identificou a publicação de dados da Tivit no site de compartilhamento Pastebin. Ao procurar o arquivo denominado "Tivit leak clients credentials" no portal nesta terça-feira (11/12), é possível verificar que o o documento já foi excluído.

Os arquivos correspondem a dados internos da empresa, com linhas de código que aparentam ser rotinas internas. Ainda, segundo o portal, há credenciais de acesso de diferentes clientes de grande porte, como Klabin, Brookfield, JMacedo, Muiltiplan, Braskem, Faber, Banco Original, Sebrae e Votorantim.

Segundo o portal Cybersecurity, as informações mostram e-mails trocados entre funcionários e são cerca de 50 credenciais de acesso a serviços internos, incluindo rotinas de backup, cópias e transferência de arquivos, endereços de servidores e outros dados críticos da operação. Ainda de acordo com o portal, um dos arquivos contém cerca de 2,4 mil mensagens, inclusive com arquivos anexos do aplicativo Outlook de um funcionário da empresa.

Resposta da Tivit

Em comunicado enviado à Computerworld Brasil, a empresa informou que detectou "acesso não autorizado a arquivos da companhia e que, tão logo identificado o problema, tomou todas as medidas necessárias para garantir a segurança das informações."

Ainda segundo a Tivit, a origem do ocorrido já foi identificada e a equipe de segurança da informação "está conduzindo uma investigação detalhada, a qual indica que não houve nenhum tipo de invasão aos data centers da empresa, das redes de acesso da Tivit ou de nossos clientes."

Um comunicado semelhante foi enviado a clientes, ressaltando que não houve nenhum tipo de invasão aos data centres ou às redes de acesso da Tivit ou de clientes.

Fonte: Computer World | 12/12/2018


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 65041
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão