Início de 2019 vê grande declínio no volume de câmbio de criptmoedas

Cotações e Índices

Moedas - 21/05/2019 17:17:06
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,047
  • 4,048
  • Paralelo
  • 4,020
  • 4,240
  • Turismo
  • 3,880
  • 4,210
  • Euro
  • 4,512
  • 4,514
  • Iene
  • 0,037
  • 0,037
  • Franco
  • 4,003
  • 4,002
  • Libra
  • 5,134
  • 5,136
  • Ouro
  • 166,540
  •  
Mensal - 06/05/2019
  • Índices
  • Fev
  • Mar
  • Inpc/Ibge
  • 0,54
  • 0,77
  • Ipc/Fipe
  • 0,54
  • 0,51
  • Ipc/Fgv
  • 0,35
  • 0,65
  • Igp-m/Fgv
  • 0,88
  • 1,26
  • Igp-di/Fgv
  • 1,25
  • 1,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 22/Maio/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Não é só o valor de uma Bitcoin que continua caindo. Segundo uma pesquisa da empresa Diar, especializada em Blockchains, o volume de câmbio de criptomoedas também alcançou seu pior patamar no início de 2019.

Na Binance, empresa de câmbio mais popular pelo número de transações diárias, o mercado estadunidense da Bitcoin ($BTC) teve uma queda de 40% em relação aos meses anteriores. Seu maior índice no ano passado foi de quase 12 bilhões em fevereiro, comparado a menos de 4 bilhões em janeiro deste ano.

“Isso marca o pior período de transação da moeda desde seu ápice em 2017”, afirma a pesquisa.

A Coinbase, outra popular empresa de câmbio, também teve uma queda similar em suas atividades. Em janeiro deste ano, as transações alcançaram um pouco mais de 1 bilhão em Bitcoins nos Estados Unidos – uma queda de 7 bilhões se comparado ao mesmo período em 2018.

A baixa do mercado conseguiu parar até o crescimento da OKEx no último trimestre de 2018. A criptomoeda de Hong Kong viu seu volume de transação cair abaixo de 4 bilhões pela primeira vez desde novembro, o que quebrou o período de três meses de crescimento contínuo.

Em sua pesquisa, a Diar afirma que o declínio é resultado da falta de volatilidade sentida em todo o mercado de criptomoeda no último ano. Como o preço das criptmoedas está em declínio, o caminho lógico dos investidores é evitar transações no momento para evitar a perda de um lucro que será possível quando o valor voltar a subir.  

Para tentar movimentar o mercado, a Binance recentemente anunciou uma parceria que permitirá a compra de algumas criptomoedas por meio de cartão de crédito. No entanto, a ideia é muito nova para saber se afetará o mercado de forma positiva.

Por sua vez, a Diar alerta que as plataformas de câmbio podem estar entrando um período de “novo platô”, no qual o volume de transações continuará baixo por um tempo enquanto investidores acumulam criptomoedas para uma nova alta do mercado.

Fonte: Tecmundo | 11/02/2019


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 55474
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão