Retenções na fonte: Saiba em qual momento ocorre o Fato Gerador

Cotações e Índices

Moedas - 14/11/2019 08:48:29
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,186
  • 4,187
  • Paralelo
  • 4,130
  • 4,360
  • Turismo
  • 4,120
  • 4,370
  • Euro
  • 4,598
  • 4,599
  • Iene
  • 0,039
  • 0,039
  • Franco
  • 4,233
  • 4,232
  • Libra
  • 5,366
  • 5,368
  • Ouro
  • 196,700
  •  
Mensal - 23/09/2019
  • Índices
  • Jul
  • Ago
  • Inpc/Ibge
  • 0,10
  • 0,12
  • Ipc/Fipe
  • 0,14
  • 0,33
  • Ipc/Fgv
  • 0,31
  • 0,17
  • Igp-m/Fgv
  • 0,40
  • -0,67
  • Igp-di/Fgv
  • -0,01
  • -0,51
  • Selic
  • 0,53
  • 0,49
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 14/Novembro/2019
  • EFD Contribuições.
  • IPI | Demonstrativo de Crédito Presumido (DCP)
  • CIDE | Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf)
  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb)
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Se suas obrigações contábeis e financeiras não estiverem em dia e sua empresa andar de forma irregular as penalidades podem ser pesadas. Saiba mais sobre retenções na fonte e como funciona.

Nos últimos tempos o Estado passou a transferir cada vez mais para o contribuinte as responsabilidades referentes a declaração de tributos e pagamento de impostos.

A fonte geradora, ou seja, o pagador, deve recolher seus impostos e é parte ativa na tarefa de arrecadação e controle de tributos. O imposto retido na fonte está previsto em lei e é obrigatório para determinadas empresas.

 

Retenções na fonte – O que é
A lei cria a tributação, especifica as alíquotas, os direitos de isenção, incidência e tudo aquilo que estiver associado a essa obrigação. Os tributos podem ser diversos: IRRF, PIS, INSS, etc.

De acordo com nosso Sistema Tributário Nacional, a lei determina que pode dispor de maneira expressa o responsável pelo crédito tributário vinculado ao fato gerador de uma respectiva obrigação. Ou seja, ela pode excluir ou atribuir a reponsabilidade do contribuinte.

O fato gerador do tributo é caracterizado como a situação que origina a exigência da despesa ao contribuinte. Para as retenções na fonte esse fato gerador é o momento que ocorre o pagamento da prestação do serviço.

Esse mecanismo se transformou em uma ferramenta importante para combate à sonegação fiscal.


Como funciona a retenção na fonte na prática
Quando ocorre a retenção na fonte o responsável por fazer o pagamento de uma das parcelas do imposto passa para o cliente.

Ao emitir uma nota fiscal, por exemplo, pode ser necessário realizar a especificação dos impostos diretamente na fonte. Isto depende, é claro, das características do tomador de serviço.

Essas retenções na fonte devem ser discriminadas na nota fiscal e é descontada da quantia bruta. O valor que restará após ser descontada as retenções é o valor líquido que será recebido por você.

A parcela de imposto que não é retida diretamente na fonte deve ser quitada pelo prestador dos serviços.
Assim, de forma simplificada: se não ocorrer as retenções na fonte, o prestador de serviços será o responsável pelo pagamento inteiro dos impostos embutidos na nota fiscal.

 

Quais empresas precisam fazer a retenção na fonte?
Os órgãos da administração federal direta, as autarquias e as fundações federais deverão descontar na fonte dos pagamentos que efetuarem a pessoas jurídicas, pelo fornecimento de bens ou prestação de serviço em geral.
Mas não são todas as empresas que necessitam realizar as retenções na fonte. Isso irá depender do tipo de atividade desempenhado pela empresa e do regime tributário no qual ela se insere.

Por exemplo, os microempreendedores individuais (MEI), as microempresas e os negócios que se enquadram no simples nacional não tem a obrigação legal de fazer a retenção na fonte.

Nestes casos o recolhimento é feito pelo Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

 

Auxilio na sua contabilidade
A parte contábil é vital para qualquer empreendimento, e poder contar com uma empresa especializada, com profissionais capacitados e experientes nesse setor pode realmente ajudar seu negócio com:

  • Agilidade
  • Qualidade
  • Conhecimento especializado

 

A Vers Contabilidade conta com as soluções certas para sua empresa andar sempre em dia coma s obrigações tributárias, evitando assim penalidades, sanções e multas.
Ter uma assessoria de contabilidade para guia-lo, permite que você possa se concentrar em sua atividade fim, além de assegurar maior agilidade e assertividade nas operações contábeis e financeiras de seu empreendimento.

 

Fonte:www.jornalcontabil.com.br | 31/10/2019


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 60890
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão