Aposentadoria por Invalidez: Nova regra reduz drasticamente valor do benefício

Cotações e Índices

Moedas - 06/04/2020 08:24:14
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,350
  • 5,351
  • Paralelo
  • 4,530
  • 5,300
  • Turismo
  • 5,290
  • 5,610
  • Euro
  • 5,782
  • 5,786
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,474
  • 5,477
  • Libra
  • 6,588
  • 6,592
  • Ouro
  • 275,270
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 09/Abril/2020 – 5ª Feira.
  • ICMS | Substituição tributária.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Se um já é demasiadamente cruel, o que dizer dos dois juntos? Pois é, estamos nos referindo a reforma da Previdência promulgada no dia 12/11/2019 e o pente-fino dos benefícios por incapacidade, que irão reduzir a renda mensal de aposentados por invalidez.

Submetidos a perícia médica e sendo considerados aptos para o reingresso no mercado de trabalho, os segurados podem não conseguir restabelecer o benefício conforme a regra antiga em relação ao valor do salário de benefício.

Isso é possível em virtude da aposentadoria por invalidez, agora chamada de aposentadoria por incapacidade permanente, concedida após a publicação da reforma da Previdência ter nova regra de cálculo quando não for motivada por acidente de trabalho, doenças profissionais ou doenças do trabalho.

Portanto, segundo a nova regra, a aposentadoria por incapacidade permanente será no valor de 60% da média aritmética de 100% dos salários desde 07/1994, mais 2% por ano de contribuição acima de 20 anos (Homem) ou de 15 anos (Mulher) (art. 26, § 1º c/c § 2º, III, e § 5º).

A nova regra de cálculo, que pode diminuir em até 40% o valor pago ao segurado, será aplicada aos casos em que a data de início da incapacidade for posterior à vigência da reforma.

Se acaso tiver alguma dúvida, lembre que o profissional habilitado para lhe orientar e lhe ajudar a conseguir seus direitos junto a previdência é o advogado previdenciarista! Não vale a pena correr riscos!

 

Fonte: www.jornalcontabil.com.br - 04/12/2019


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 64983
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão