Cinco brasileiros são escolhidos para a Academia Mundial de Ciências

Cotações e Índices

Moedas - 01/04/2020 16:47:11
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,238
  • 5,240
  • Paralelo
  • 4,430
  • 5,190
  • Turismo
  • 5,210
  • 5,520
  • Euro
  • 5,721
  • 5,722
  • Iene
  • 0,049
  • 0,049
  • Franco
  • 5,411
  • 5,417
  • Libra
  • 6,501
  • 6,506
  • Ouro
  • 268,490
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 03/Abril/2020 – 6ª Feira.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS | Refinador de petróleo e suas bases.
  • ICMS
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

A World Academy of Sciences (TWAS) - Academia Mundial de Ciências -  divulgou uma lista com os 36 novos membros da associação. Dentre as adições à equipe da academia de ciências, estão cinco brasileiros que são professores de instituições públicas.

Três dos professores brasileiros listados fazem parte do corpo docente da Universidade de São Paulo (USP): Célia Regina da Silva Garcia, Edson Antonio Ticianelli e Luisa Lina Villa. Os outros dois professores são: Márcia Cristina Bernardes Barbosa, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Wilson Savino, da Fundação Oswaldo Cruz.

Célia faz parte do Departamento de Análises clínicas e Toxicológicas da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP desde 1995. A docente foi indicada para a academia por conta de suas contribuições para o controle do parasita da malária.

Edson Antonio Ticianelli é docente do Instituto de Química de São Carlos (IQSC). O professor já é membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências. Sua indicação ocorreu por conta de suas pesquisas na área de eletroquímica, com processos que envolvem oxidação de hidrogênio, eletrizadores de água e redução de dióxido de carbono.

Luiza Lina Villa é professora do Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) desde 2011. Sua indicação ocorreu por suas pesquisas sobre o HPV, que apontaram que a infecção é o fator principal da neoplasia cervical em mulheres.

Márcia Cristina Bernardes Barbosa é professora do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Sua nomeação se deve às contribuições para o campo da hidrodinâmica. Além disso, é autora do livro "Mulheres na Física: Casos Históricos, Panorama e Perspectivas".

Wilson Savino é pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) e coordenador de Estratégias de Integração Regional e Nacional da Fundação Oswaldo Cruz. Sua área de pesquisa é a imunologia, e suas contribuições fizeram com que fosse nomeado para a academia. Wilson também foi reconhecido com o título de doutor honoris pela Universidade Sorbonne, na França.

Fonte: Olhar Digital - 18/12/2019


Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Visitas ao site: 64814
Leal Contábil e Consultoria  |  Fone 98. 3312 6092  Avenida Colares Moreira, Quadra 28, Lote 07
Edifício Vinicius de Moraes, sala 901 | Bairro Calhau | CEP: 65.071-322 | São Luís - Maranhão